A Virtude de ser paciente

Reflexão do Psicólogo José Dequech Neto, profissional aqui da Archés:

 

A virtude de ser Paciente “A melhor maneira de derrotar o diabo é a paciência, pois ele não tem nenhuma.” Assim afirma C. G. Jung, pai da psicologia analítica.

Logo, a paciência firma-se como uma das maiores virtudes no trabalho psicológico com nossos demônios. O golfinho engalfinhado na âncora, a águia agrilhoada ao vagaroso sapo, o caranguejo de movimento sinistro agarrando a aérea borboleta, todas essas imagens evocam o mesmo princípio: “a sabedoria que diz que quando as coisas não são feitas nem prematuramente, nem tarde demais, nós as chamamos de maduras.” (Stanton Marlan). Buscamos essa virtude da seguinte maneira: uma mesma sala, um mesmo dia, um mesmo horário, muitas vezes um mesmo tema que se avista, visita e revisita. O paciente analisando com pressa para se resolver e com a lentidão que impõe suas maiores dificuldades, um analista paciencioso que acelera as coisas com sua perspicácia, ambos dispostos a rolar a mesma pedra quantas vezes for necessário para desenrolar seus aspectos mais petrificados.

 

Para conhecer melhor nossos profissionais conheça nosso site: http://www.arches.psc.br/profissionais.html

A Archés realiza atendimentos psicoterapêuticos e também é um espaço de realização de cursos e grupos de estudos.